Fundo Administração Provincial

  • : Sim
  • : Arquivo Público do Paraná
  • : Guarani
  • : Português
  • : Conjunto das Aldeias Guarani do Vale do Ribeira/SP e PR, Litoral do Paraná e Litoral Norte de Santa Catarina
  • : O Arquivo Público do Paraná dispõe de uma vasta documentação de grande valor para o estudo das populações indígenas nos estados meridionais do Brasil. Vale ressaltar a Coleção Correspondências do Governo (1853-1931) que vem sendo organizada pelos pesquisadores da instituição segundo as normas da NOBRADE. Documentação essa que vem sendo organizada pela Divisão de Documentação Permanente do Arquivo Público do Paraná. Nesse sentido dois catálogos seletivos de documentos já foram produzidos. O primeiro foi publicado em 2007 e abrange o período de 1853 a 1870. O segundo, produzido em 2009, ainda se encontra em versão digital e abrange o período de 1870 a 1889. O Catálogo I foi ganhador do Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade em 2006 e isso demonstra a qualidade do trabalho que foi realizado. Os dois catálogos juntos somam quase 3000 verbetes relativos a unidades documentais referentes aos índios da Província do Paraná entre 1853 (data de emancipação dessa província) e 1892. Porém, falta todavia, organizar a documentação indigenista existente entre os anos 1893 e 1931, referentes ao primeiro período Republicano. Toda documentação sistematizada procede do Fundo Administração Provincial, dos volumes encadernados sob título Correspondências do Governo e encadernados avulsos denominado Códices. Segundo introdução do catálogo “os primeiros consistem em correspondências que informam o presidente da província do Paraná sobre o desenvolvimento dos aldeamentos, os conflitos regionais entre as etnias indígenas diferentes, dificuldades econômicas e outras que impediam o cumprimento de ações para a civilização e catequese; os últimos, cópias das correspondências com os ministérios, tratam de nomeações e demais atos do poder central relativos à civilização e catequese dos indígenas”. Muitos são os temas que podem ser abordados a partir dessa vasta documentação que abarca tanto a população kaingang quanto os guarani da província do Paraná e das províncias meridionais limítrofes, como Santa Catarina, São Paulo ou Mato Grosso. No que tange aos guarani é possível ter um rico panorama da política de territorialização exercida pelo governo imperial a partir da segunda metade do século XIX assim como a “construção das complexas relações entre os indígenas e os representantes dos poderes provincial e imperial, permeados por conflitos e alianças, avanços e recuos”. Além da documentação sobre população indígena existente no acervo Fundo Administrativo (ver lista em nexo dos documentos referentes aos guarani), o Arquivo Público do Paraná disponibiliza em seu sitio internet os relatórios dos Presidentes de Província em formato pdf., facilitando assim a pesquisa de um denso material que contém tanto informações administrativas da burocracia imperial quanto valiosas informações etnográficas sobre as relações entre as populações e outros atores locais da região. Enfim, vale ressaltar o acervo de mapas existentes no arquivo que possibilita reconstituir cartograficamente a colonização e a formação da província paranaense no século XIX assim por localizar diferentes grupos indígenas ao longo dos rios que banham a província.
  • : 1853
  • : 1931